A A.N.D. é uma confraria que reúne alguns amigos e ex-ouvintes do programa "O Assunto é Jazz”. A sigla significa “audiência nota dez”, expressão usada pelo produtor ao agradecer esclarecimentos prestados pelo então “ouvinte” Maxwell Johnstone. Após os programas , era costume dos presentes ir a uma pizzaria onde continuavam as conversas de bastidores desenvolvidas na audição.

A prática era boa mas, o tempo exíguo e, por sugestão de Gedir Pimentel e outros amigos sempre presentes as audições, resolveu-se por uma  reunião mensal na última sexta-feira do mês,quando todos poderiam conversar,discutir e trocar informações. Com o tempo, as reuniões passaram para as quintas-feiras por sugestão de Maxwell Johnstone que achava que sexta-feira era “dia de amador” e muito barulho ocorria no restaurante.

Os fundadores da AND, que possui o seu “livro de presença e registros”, foram: Gedir Pimentel ,Pedro Cardoso, Domingos Carvalho, Nilton Fantesia, Mário Jorge Jacques, José Maria Pacheco, Maxwell Johnstone e Luiz Carlos Antunes.  

Data de fundação, 29 de Janeiro de 1988.  

Fundadores - Novo cartão

CARTEIRA

Em 1988, resolvemos expedir carteirinhas aos confrades, numa brincadeira divertida e de nenhum efeito prático. O primeiro modelo vigorou por pouco tempo até a chegada de Haniel que colocou sua arte no segundo, ao lado estampado.

 

 

Com o passar do tempo surgiram novas adesões como José Roberto Cardoso de Queiroz ,Carlos Muller ,Luiz Carlos Nascimento Silva, Haniel B.Santos, Paulo Ilg,  Aldo Salles e a grande aquisição de Maurício Einhorn, amigo do produtor desde os tempos das Lojas Murray.(1953), ocorrida em  27 de junho de 2.002.  

LOGOTIPO

O logotipo da AND, que aliás é pouco usado é de autoria de Haniel, conforme original acima. Aproveitando a mesma concepção, lançamos o segundo projeto para apreciação dos atletas.

Tivemos duas baixas que realmente entristeceram a todos. : José Maria Pacheco em 13 de fevereiro de 1992 e Maxwell Johnstone em setembro de 1996, amigos fraternos, sempre lembrados em nossas reuniões.

Nossas reuniões acontecem na “Taberna da Glória” nas últimas quintas feiras de cada mês, exceção de dezembro quando antecipamos para antes do Natal.

Qualquer ex-ouvinte do “O Assunto é Jazz” é sempre bemvindo.

Os que vieram depois...

Da esquerda para a direita : Aldo, Mauricio, Pedro Paulo, Luiz Carlos, Gilson, Paulo Ilg,  Muller, José Roberto, Paulinho, Haniel e Cezar.

 

          O HALLOWEEN

 

O “Halloween” é uma  publicação mensal com a tiragem de apenas um número, destinado a comentar o noticiário dos jornais dentro dos assuntos culturais e brincar com os integrantes da  AND. Em nossas reuniões é lido pelos participantes e depois arquivado. 

Alcançamos neste momento o n° 314. 

   

GLOSSÁRIO DO JAZZ

Em matéria de cultura jazzística a AND é realmente imbatível. Após o "Put your dreams away" de Luiz Carlos Nascimento Silva surge o "Glossário do Jazz" de autoria de Mário Jorge, livro imperdível para iniciantes e veteranos do Jazz.

 

GEDIR PIMENTEL

A   A.N.D. acaba de perder uma de suas mais importantes figuras, o idealizador e fundador  GEDIR PIMENTEL. 

Foi ele que nos tempos de “O Assunto é Jazz”, quando íamos comer a famosa pizza, após o programa, observando que o tempo era escasso para as conversas e troca de informações , 

propôs que nos reuníssemos uma vez por mês para tal objetivo. Ele mesmo batizou a confraria aproveitando as iniciais de  uma expressão que usamos para agradecer uma carta esclarecedora  de Maxwelll Johnstone. : “Audiência Nota  Dez”  .

Uma das pessoas mais queridas de nossa confraria pelo seu cavalheirismo, educação e generosidade o nosso GG fará muita falta, assim como fazem até hoje José Maria Pacheco  e Maxwell Johnstone. 

RIP (1939 - 27/11/2007)

 

 

QUADRO ATUAL DA A.N.D.

 

Da esquerda para a direita: Llulla, Pedro Cardoso, Mario Jorge, Domingos, Nilton, Luiz Carlos, Muller, Paulo Ilg, José Roberto, Haniel, Aldo, pedro Paulo, Mauricio Einhorn, Cezar e Gilson.

 

Estamos comemorando em janeiro o 20° aniversário da AND. Parece incrível que uma confraria de Jazz no Brasil tenha alcançado tal marco. Isso se deve à amizade  existente entre os seus integrantes e o interesse permanente no aprimoramento dos conhecimentos da "arte popular maior" - JAZZ.

 

A.N.D. – 20 ANOS, CHEGAMOS LÁ .

           Foi em 31 e Janeiro, em plena Taberna da Glória, que a “Audiência Nota Dez” comemorou seus vinte anos de existência . Entre as surpresas que prepararam para o evento estavam : uma entrevista, por telefone, no ar, ao programa de J.Carlos na Rádio MEC; um “happy birthday” musical executado por Glaucus Linz em seu sax-soprano, finalizando com um delicioso bolo de damasco apreciado por todos, diabéticos ou não. A casa também nos presenteou, oferecendo rodadas de líquidos e salgados como cortesia. Na foto abaixo, da esquerda para a direita : Cezar Vasconcellos, Mário Jorge, Gilson, Haniel, Paulinho, Lula, Luiz Carlos Nascimento Silva, Muller e Pedro Paulo,todos envergando a camisa comemorativa. 

 

 

A.N.D. COMPLETOU  21 ANOS

      Foi em 29 de Janeiro, na nossa duo centésima nona reunião, que completamos 21 anos de existência. O tradicional  encontro realizado na Taberna da Glória embora assinalasse algumas ausências importantes,

contou com a surpresa de visitantes ilustres, ex-andistas, que se afastaram em função de seus trabalhos. Foram eles o professor Eduardo Tróia, Renato Pereira e Walter “Blue Singer”.  Entre os assuntos gerais, foram lembrados

com carinho os amigos que já partiram : Maxwell Johnstone, José Maria Pacheco e Gedir Pimentel. De resto, o Jazz sempre presente nas conversas e nos vídeos, levados pelos Renato, que a direção das Taberna nos permite assistir.

Farta troca de material fonográfico e de informações assinalaram mais esse festivo encontro.

 

 

Símbolo adotado nas camisas comemorativas do nosso vigésimo primeiro aniversário.

 

 

COMPLETAMOS  22 ANOS

 

Completamos mais uma etapa da nossa confraria, alcançando agora 22 anos. Poucos quiseram a camisa comemorativa mas  nem por isso a reunião de 28 de janeiro deixou de ser importante. Já estamos à caminho dos 23 anos. Deus permita que estejamos juntos mais uma vez.

 

COMPLETAMOS  23 ANOS

 

Da esq. para dir. - Muller, Cezar, Dr. Aldo Salles, Mauricio

Einhorn,  Haniel, Luiz Carlos Nascimento Silva,Gilson, Renato.

Sentados - Pedro Paulo,Mario Jorge e Luiz Carlos Antunes .

 

Foi em 27 de janeiro que a A.N.D. (Audiência Nota Dez), confraria que reúne ex-ouvintes do programa “O Assunto é Jazz”, que durante 29 anos foi apresentado nas rádios Difusora Fluminense e Fluminense FM ,comemorou se vigésimo terceiro aniversário.  Reunião realizada na Taberna da Glória com a presença dos confrades e convidados que, como sempre conversaram sobre Jazz, trocaram material fonográfico e até se divertiram com a presença de uma harpa paraguaia . Como diria o saudoso Maxwell Johnstone : “God bless the A.N.D.”!

 

A.N.D. – 24 ANOS

Não foi das mais freqüentadas a reunião de nº 295, realizada em 26 de janeiro,  que marcou o 24º aniversário da A.N.D. Uma série de coincidências de datas,viagens, problemas de saúde e procedimentos médicos determinou a ausência da maioria dos confrades. Ainda assim, Renato, Cezar, Haniel, Mário Jorge e Llulla  não deixaram a peteca cair. Faltaram com as mais diversas justificativas : Estevão, Luiz Carlos e Nilton (viagens), Muller (operado) Aldo (contusão), Domingos (doente), Maurício, Mariozinho de Oliveira e Gilson (em lugares incertos e não sabidos). No próximo ano, quando comemorarmos o nosso 25º aniversário,  é necessário que todos agendem a data para que o fato não volte a acontecer e ainda assim : “God bless the AND”. 

AND – 25 ANOS

Com muita alegria comemoramos o vigésimo quinto aniversário da AND. Foi em 31 de janeiro , na Taberna da Glória o nosso encontro festivo, contando com a presença de 14 membros efetivos e convidados. Um Record em se tratando de uma confraria de Jazz.

 

 

FALECEU  ZÉ ROBERTO

A notícia triste divulgada na ultima reunião da A.N.D.  foi o falecimento de nosso amigo Dr. José Roberto Cardoso de Queiros, um dos mais antigos companheiros da confraria, entusiasta do Jazz e freqüentador assíduo, (enquanto pode) de nossas reuniões. Lutou a vida toda contra uma doença degenerativa que o impedia de se locomover mas, de vez em quando surgia alegre em sua cadeira de rodas e participava ativamente de nossos encontros. Um enfarto o levou no último dia 25. Deixa saudades.